GERAL

Mudança histórica para ex-presidiários na Flórida

Em uma decisão histórica em novembro do ano passado, os eleitores da Flórida devolveram o direito de votar a quase 1,5 milhão de pessoas. Por 150 anos, a Flórida ainda era um dos únicos estados que proibia a votação de pessoas com histórico criminal. Agora não mais.

Após um voto em favor da Emenda 4 à Constituição Estadual, a Flórida faz parte dos estados que permitem que o cidadão que já tenha cumprido sua pena vote. Não obstante, há uma exceção no caso de crimes sexuais graves e homicídios. Nesses casos, os ex-presidiários continuam sem direito a votar.

Antes do referendo, qualquer “felony level crime”, ou ato ilícito de maior gravidade, era motivo para perder o direito de votar. Mesmo depois de muito tempo, era difícil conseguir readquirir esse direito tendo uma ficha criminal. Somente após cinco anos depois de serem soltos, os ex-detentos poderiam tentar por meio de um pedido de clemência.

A Emenda 4 à Constituição Estadual começou a valer no dia 8 de janeiro desse ano. Os apoiadores da emenda defendiam a ideia de que a privação do direito de votar poderia fazer com que os cidadãos não se sentissem parte da sociedade. E, de acordo com a votação, aproximadamente 65% dos eleitores concordaram.

Talvez a parte mais interessante ocorrerá nas próximas eleições, pois as últimas foram bem apertadas. A partir de agora, os Democratas e Republicanos terão mais votos para disputar. É possível que essa mudança na lei tenha uma grande repercussão.